19/03/07

E o Centurião Cornélio ?


Uma figura interessante no livro dos actos dos apóstolos é sem dúvida a figura do centurião Cornélio. Com efeito, ele aparece apenas uma vez no capítulo décimo. Sabemos que ele viveu em Cesareia, que era centurião da coorte itálica, que era piedoso e temente a Deus: isto é, um pagão que vivia perto do templo, que mantinha uma certa proximidade e simpatia pelo judaísmo. Unido ao judaísmo mantinha a identidade paga. Simpatizava com o judaísmo mas não vivia todos os costumes judaicos como por exemplo a circuncisão. Era um homem exemplar na vivência da sua fé. É curioso a referencia que é feita. Podemos dizer que este capítulo faz uma ligação entre dois momentos importantes no desenvolvimento do cristianismo primitivo, isto é, entre a constituição da Igreja de Jerusalém, o seu desenvolvimento e uma abertura ou passagem para o mundo grego e paga. De facto, a figura do Centurião Cornélio é o motivo que Lucas utiliza para dizer que Deus não faz acepção de pessoas; até os pagãos, os incircuncisos recebem o Espírito Santo mediante a fé. De facto, Deus também concedeu aos pagãos o arrependimento que conduz a vida. O baptismo no Espírito Santo é para todos os homens: os judeus, os pagãos e os gregos...

jean paul Labou

110103539

5 comentários:

Filipe Levi disse...

Eu gostaria de saber se existe algum documento histórico que conte sobre a vida de Cornélio depois de sua conversão e que principalmente revele se ele permaneceu no exército ou não.
Eu sempre quis ser um policial e ficaria muito feliz se soubesse que o Cornélio continuou sendo um centurião, pois isso me deixaria com a consciência tranquila para cumprir o meu dever sabendo que Deus aprova a minha carreira.

Anônimo disse...

PREZADO FELIPE.
Existem hoje no Brasil, milhares de policiais militares e civis, bem como miltares das forças armadas, que convivem em perfeita harmonia com sua fé e crença em Cristo Jesus.
E os seus tesatemunhos dentro de suas unidades, tem servido para fazer com que muitas almas tenham sido transformadas pelo poder do Espírito Santo de Deus.
Suga a sua vocação de ser policial, e faça a diferença.seja sal, dê sabor. e seja ainda luz nos locais de tevas em que Deus permitir que você esteja, por força da profissão.
Cordialmente
Pr. Eduardo Nascimento
Presidente da Igreja Evangélica Maanaim/RJ
Suboficial da Marinha do Brasil

jefferson disse...

como era a corti chamada italiana

Claus Meinhof Graf von Stauffenberg disse...

Felipe,

com relaçao à vida de Cornélio eu nao posso dizer nada.

Com relaçao ao seu conflito de consciência, ele é um sinal correto. Nao há como conciliar os ensinamentos de Jesus no Sermao da Montanha e ao mesmo tempo usar violência contra outras pessoas, seja justa ou injustamente.

Eu recomendo que você leia o livro "O Reino de Deus Está Dentro de Vós", de Tolstói. Ele vai te dar uma visao maravilhosa e completa do chamado de Jesus a "nao resistir ao homem mau". Esse livro deve existir online na net, dê uma procurada.

Que a PAZ de Deus esteja com você.

Anônimo disse...

FELIPE

TODOS SÃO CHAMADOS A CONHECER, AMAR E SERVIR À DEUS, NÃO IMPORTA A CLASSE SOCIAL, PROFISSÃO OU ESTADO CIVIL.
SE VOCÊ REALMENTE SENTE CHAMADO A SEGUIR A CARREIRA MILITAR ESTEJA CONFIANTE DE DEUS LHE AJUDARÁ.MAS LEMBRE-SE DE QUE NÃO DEVE ABUSAR DE SUA FORÇA E DE SUA AUTORIDADE, PRINCIPALMENTE CONTRA QUEM FOR INOCENTE. LEMBRE-SE TAMBÉM QUE NO FIM DA VIDA PAGAREMOS POR NOSSOS ATOS DIANTE DE DEUS.